Colégio Sigma
Rua Fernando de Noronha, 77 Bairro Centro CEP 86020-300
Fone:(43) 33729500 WhatsApp (43)99187-6278
Nome do Diretor(a) Felipe Vicentini Hatti
E-mail  sigma@sigmacursoecolegio.com.br

Professor coordenador dos trabalhos:
Flávia Cabral
WhatsApp (43) 99103-6420    E-mail: flaviacabral@hotmail.com

Membros da comissão julgadora
Marli Carrion Coordenadora pedagógica
Fone WhatsApp (43) 999873698 E-mail coordenacao.matutino@sigmacursoecolegio.com.br
Jamil Hatti Língua Portuguesa
WhatsApp (43)988247448 E-mail  jamil@sigmacursoecolegio.com.br
Silvia Helena R. Carvalho Diretora Pedagógica                                                  
WhatsApp (43) 999953970 E-mail silvia.helena@sigmacursoecolegio.com.br

Desenho Equipe

Nicole Correa Cruciol 16 anos série 3ª
Lucas Peres Nunes Bezerra17 anos série 3ª
Felipe Yutaka Sakamoto 19 anos série 3ª
Arthur Monteiro 18 anos série 3ª série

Professor orientador: Flávia Cabral
E-mail flaviacabral@hotmail.com WhatsApp: (43) 991036420

Texto Equipe

Gabriel Masuo Horita 16 anos série 3ª
Guilherme Takeshi S. Munhoz 17 anos série 3ª
Isabelle Rezende Pimenta16 anos série 3ª
Stephanie Arisa de Souza17 anos série 3ª

Professor orientador: Flávia Cabral
E-mail flaviacabral@hotmail.com WhatsApp:(43) 991036420

A vida pede paz

Inúmeros massacres em escolas no Brasil e no mundo. Professores vítimas de violência física ou psicológica. O aprendizado dando lugar ao medo e à inquietude. A situação é alarmante e evidencia a necessidade da busca imediata de soluções para instaurar a paz e garantir a harmonia no ambiente escolar.

A princípio, na maioria dos casos, o comportamento agressivo dos alunos é reflexo das experiências diárias vividas pelos mesmos; é imprescindível analisar a realidade de vida de cada um. Entre os aspectos relacionados, encontra-se um ambiente familiar despreparado para orientar, o convívio em lugares onde não existe respeito com as pluralidades culturais e ideológicas entre os indivíduos.

Ademais, urge tentar implantar uma cultura de valorização dos profissionais de educação e do ambiente escolar; objetivando solucionar esse panorama conflituoso. Para tanto, faz-se necessário atuação conjunta entre a comunidade escolar e familiar. Tal integração pode ser atingida por meio da promoção de eventos para instigar a maior participação dos adultos na vida acadêmica dos adolescentes e proporcionar instrução da maneira com a qual devem lidar com as situações do dia a dia juvenil.

Tendo em vista o grande tempo que os alunos passam no interior das escolas, é essencial que existam práticas e mudanças que surjam unicamente de dentro delas. O bullying é um quadro recorrente na maioria dos ambientes; essa situação leva inúmeros indivíduos ao estado de consternação e motiva, em seguida, a tomada de atitudes violentas como forma de revolta. Por isso, é eminente o papel da instituição no incentivo e a proposição de atividades que estimulem a socialização entre os estudantes para que ocorra o estreitamento de laços entre os mesmos e, consequentemente, construa um ambiente amigável e harmonioso para todos.

Observando esse cenário, fica realçada, portanto, a necessidade do empenho coletivo para pazear o ambiente escolar e transformar essa lastimosa realidade em uma outra muito mais agradável e segura, garantindo assim o bem-estar e o progresso daqueles que serão responsáveis pelo futuro da nossa geração.